quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Matéria 34: Estudantes de Criciúma conhecem bacia hidrográfica do Rio Urussanga



Onde nasce o Rio Urussanga? Num lugar situado no bairro Nova Itália, onde as águas limpas do Rio Maior encontram as águas ácidas do Rio Carvão. Um grupo de 37 estudantes das turmas de 7º Ano da escola municipal Padre Ludovico Coccolo conheceu o local da confluência desses dois rios, no município de Urussanga, nesta quinta-feira, dia 25. A saída de campo foi promovida pelo Comitê da Bacia através do projeto “Minha escola, meu rio”. O Comitê é composto por entidades representantes de usuários da água, da sociedade civil organizada e dos governos municipal, estadual e federal.
Um mapa ilustrado da área da bacia hidrográfica foi utilizado para melhor compreensão da localização das comunidades, dos tipos de vegetação, das características do relevo e percurso das águas. Os aspectos econômicos, históricos e sociais foram destacados pelos monitores.
Antes do passeio de estudos, os alunos da professora de geografia Lívia da Silva Feltrin fizeram atividade de observação da paisagem do entorno da escola, a fim de entender a dinâmica da água no ambiente local. Realizaram um experimento representando a importância da vegetação na manutenção dos rios e no ciclo hidrológico. “O principal objetivo é sensibilizar os estudantes para a importância social, econômica e natural de água a fim de utilizá-la de maneira sustentável. Para isso, resolvemos conhecer a dinâmica da bacia hidrográfica, percorrendo pontos desde sua nascente até a foz e relacionar aos temas discutidos em sala de aula,” justifica Lívia.
Para o estudante Mateus Demboski, de 12 anos, foi interessante conhecer o percurso das águas. “Eu não tinha ideia do caminho que a água faz até chegar em nossas casas, eu não percebia que passa por tudo isso. Agora tenho consciência da importância de preservar a mata ciliar e de cuidar das encontas,” comentou o estudante.
A bacia do Rio Urussanga envolve dez municípios (Morro da Fumaça, Cocal do Sul, Urussanga, Içara, Criciúma, Pedras Grandes, Treze de Maio, Santão, Balneário Rincão e Jaguaruna) com uma área de 580 km² no extremo sul catarinense e atinge uma população de aproximadamente 95 mil habitantes.
A quantidade e a qualidade da água estão comprometidas por causa da mineração que explora a extração de argila, areia, cascalho, carvão e fluorita. As plantações de arroz e fumo provocam danos devido aos produtos utilizados na produção agrícola. Os desmatamentos, os efluentes industriais e domésticos e a salinidade próximo à foz são outros fatores de degradação ambiental.

sábado, 20 de agosto de 2016

33. Professores conhecem jogos analógicos da Oficina do Aprendiz



Professores e diretores da rede municipal de Criciúma participaram de uma formação com os psicólogos Nicolas Lindner e Claudio Mallmann da empresa Oficina do Aprendiz, de Florianópolis. As atividades iniciaram na quarta e foram concluídas nesta sexta-feira (18/09), no salão do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Criciúma (Siserp).
Diversas atividades lúdicas foram realizadas, como ouvir histórias, montar uma ponte com peças de madeira, resolver quebra-cabeças, entender os objetivos e as regras de jogos oriundos de vários países. Os profissionais vivenciaram os jogos analógicos brincando entre entres ou colaborando na busca das resoluções. “Tivemos a oportunidade de mostrar nosso trabalho para mais de 150 educadores. Também apresentamos os processos cognitivos desencadeados e conversamos sobre modelos de intervenção quando aplicados em sala de aula. O jogo por si só não é mágico, precisa que o professor faça a mediação para que a criança aprenda”, explicou Mallmann.
Segundos os formadores, as crianças estão sedentas e carentes de atividades lúdicas que exploram jogos educativos. É preciso oferecer a elas essas experiências e se perceberá que apesar de viverem num mundo digitalizado, serão receptivas. O tema resultou em análises sobre a importância das famílias entenderem o valor da introdução desses desafios nas escolas. “Os pais precisam saber que quando uma criança brinca, ela fantasia, formula hipóteses, observa e conhece o mundo dando significado a ele,” explicou a coordenadora de educação infantil, Silvana Alves Bento.
O evento é uma parceria da Secretaria Municipal de Educação com o grupo Somos Educação (Editora Ática/Scipione/Ática)

OFICINA DO APRENDIZ
O link a seguir tem mais detalhes: http://oficinadoaprendiz.com.br/

sábado, 13 de agosto de 2016

32. ACIC realiza formação na área de matemática




     Professores das escolas particulares e públicas que participam do Prêmio ACIC de Matemática, dedicaram a manhã deste sábado, dia 13, para conhecer um pouco mais sobre as questões dessas provas. O curso de formação foi promovido pela Associação Empresarial de Criciúma (Acic) sob a coordenação dos professores Giuliano Boava da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Lucas Spillere Barchinski do Instituto Federal Catarinense (IFC). “Somos de Criciúma e assumimos o compromisso de participar desse prêmio com o intuito de melhorar a qualidade do ensino na região. Pretendemos colaborar com os professores que são os especialistas da sala de aula, trocando experiências e trabalhando conteúdos que provoquem o pensamento, a interpretação e a busca de soluções de problemas matemáticos,” comentou Lucas.
     A diretora executiva da ACIC, Maria Julita Volpato Gomes, explicou que o objetivo das provas não visava apenas diagnosticar a aprendizagem. Era preciso ir além da devolutiva dos resultados, oferecendo aos professores um momento de estudo e de discussão para ajudá-los no trabalho educativo. “Este curso proporcionou momentos de reflexão sobre os conteúdos desenvolvidos com os alunos do ensino fundamental, onde precisamos aplicar estratégias diferenciadas na resolução de problemas. Os professores usaram uma linguagem clara e esclareceram pontos importantes para que possamos ensinar de forma produtiva e significativa,” avaliaram as professoras Sandra Tramontin e Géssica Bortolotto.
     Em 2015, professores da rede municipal de Criciúma gravaram vídeos com as soluções das questões da 1ª Fase do 1º Prêmio ACIC de Matemática. As questões da 2ª Fase foram gravadas pelos representantes da equipe técnica conveniada, que são os profissionais que elaboraram e corrigiram as provas. O material foi disponibilizado na internet no canal da Secretaria Municipal de Educação. Representantes do Colégio Marista, Madre Tereza Michel e da escola SATC manifestaram interesse em colaborar com as gravações das questões das provas aplicadas na 1ª Fase do 2º prêmio.
     Aproximadamente setenta professores da área de matemática ou que atuam em turmas do 5º Ano inscreveram-se para participar dos três encontros programados. Os próximos acontecerão nos dias 3 de setembro e 1 de outubro.

Saiba mais
As gravações das questões da prova do 1º Prêmio ACIC de Matemática, realizadas em 2015, podem ser acessadas no blog da Coordenação de Matemática da Secretaria Municipal de Educação.
Blog: matematicacriciuma.blogspot.com.br

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

31. Professores discutem o tema filosofia com crianças

    Podemos fazer tudo o que queremos? Existem pessoas que são mais importantes? De onde vem o pensamento? Esses questionamentos estiverem presentes nas reflexões de professores do 5º Ano da rede municipal de Criciúma, durante os quatro encontros realizados no primeiro semestre deste ano. Nesta quinta-feira (11/8), as discussões continuaram sendo provocados pelo projeto de extensão, Filosofia com crianças: Pensando e repensando conceitos e vivências, que é uma parceria entre a Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc) e a Secretaria de Educação. “Nesta segunda parte continuaremos os estudos e iniciaremos a confecção de material para trabalhar com as crianças no próximo ano,” explicou o coordenador do projeto de extensão da universidade, Jeferson Luíz de Azeredo. 
    Para conhecer detalhes do projeto, clique AQUI e assista a entrevista com Jeferson Luíz de Azeredo.

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

30. Premiados em olimpíada de matemática são homenageados em Florianópolis

     Professores e alunos medalhistas de bronze e prata que participaram da 11ª Olimpíada de Matemática das Escolas Públicas (Obmep 2015) foram homenageados, em Florianópolis, nesta segunda-feira, dia 8. A cerimônia aconteceu na Assembléia Legislativa de Santa Catarina e contou com a presença de premiados dos municípios de Criciúma, Cocal do Sul e Içara.
    Maria Julia Lemos Ramos, 8º ano, da escola Quintino Rizzieri (Içara) recebeu a segunda medalha de bronze. Ela participa de um projeto desenvolvido na escola que incentiva o estudo de questões matemáticas olímpicas. Durante uma hora, todas as segundas e quintas-feiras e aos sábados, um grupo de 20 alunos estuda sob a orientação dos professores Amarildo Felicio e Maria Albertina Ghizzo. “É uma satisfação enorme participar de uma cerimônia tão importante e saber que a medalha que conquistei foi uma das tantas que colocaram nosso estado em terceiro lugar no país. A sensação de ser reconhecida, aplaudida e recompensada pelos meus esforços, faz valer a pena todos os dias de dedicação e estudo,” comentou a estudante.
     Nas 11 edições das provas, as escolas municipais e estaduais do município de Criciúma foram premiadas com 13 medalhas de bronze. Somente em 2015, outros 50 alunos receberam menções honrosas, destas 31 foram da rede municipal, 9 da rede estadual e 10 do Instituto Federal de Educação (IFSC).  “A rede municipal tinha conquistado três medalhas nas dez edições anteriores e somente no ano passado conquistamos mais quatro. Medalhas são frutos de trabalho e dedicação de alunos e professores que gradativamente, aumentam sua crença nas possibilidades, empenham-se mais e assim estamos melhorando nossos resultados,” afirmou a secretaria municipal de educação, Rose Reynaud Mayr.
     O município de Cocal do Sul ampliou o projeto Clubinho de Matemática e atende aproximadamente 230 alunos do 4º ao 9º Ano. As escolas municipais realizam treinamentos para participar das provas da Olimpíada Mirim de Matemática com a colaboração de professores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).
     As provas da 2ª Fase da 12ª OBMEP serão realizadas no dia 14 de setembro, em locais pólos divulgados pela organização.

SAIBA MAIS

Professores Premiados
Criciúma: Edson Alano do Canto (EMEIEF Erico Nonnenmacher) e Adriane Scussel (EMEIEF Jorge Da Cunha Carneiro)
Cocal do Sul: Vilma Mari Bento (EEF Demétrio Bettiol) e Maria Albertina Ghizzo (EEF Cristo Rei)
Içara: Angelita Possamai (EMEF Tranquilo Pissetti), Alexsandro Damazio Rodrigues (EMEF Maria A Bitencourt Lodetti) e Amarildo Felicio (EMEF Mun Quintino Rizzieri)

Medalhistas de Ouro
A entrega das medalhas de ouro está prevista para acontecer no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, em novembro. Os alunos medalhista de ouro, são: Luiz Gustavo Fernandes e Nicole dos Santos de Souza (EMEF Quintino Rizzieri) e Vanderval Borges de Souza Junior (EMEF Maria A. Bitencourt Lodetti) e   Carlos Eduardo Feliciano (EEF Cristo Rei) de Cocal do Sul).

terça-feira, 2 de agosto de 2016

29. Rede Municipal de Criciúma apresenta documento que norteará a Educação Infantil.



Foto: Bill De Nez

Profissionais da educação que trabalham com aproximadamente 4700 crianças matriculadas nos 20 Centros de Educação Infantil (CEIMs) e em 43 escolas do Ensino Fundamental da rede municipal de Criciúma acompanharam o lançamento das Diretrizes Curriculares da Educação Infantil. O evento aconteceu no Teatro Elias Angeloni, na noite desta terça-feira (2/8) e teve como palestrante a assessora educacional, Claudia Maria Cruz, que fez uma síntese dos estudos realizados no decorrer da construção do documento.
As pesquisas, discussões e a elaboração das diretrizes curriculares foram organizadas pelas coordenadoras pedagógicas da educação infantil, Silvana Alves Bento Marceneiro e Ádria Vanusa Correa. “Este momento sinaliza uma etapa vencida com sucesso. Foi construída com múltiplas mãos e constituem um marco, com definição clara do foco que é a criança como protagonista para a qual o nosso trabalho se destina,” frisou a secretaria de educação, Rose Reynaud Mayr.
A criança precisa da natureza, das ciências, da cultura e da arte para aprender e desenvolver suas habilidades. O adulto tem a função de apoiar, mediar e encorajar a busca do conhecimento. “A criança tem direito de conhecer-se, de conviver, de participar ativamente do cotidiano, de brincar livremente ou de forma dirigida pelos adultos, de comunicar-se nas mais diversas linguagens e de explorar os espaços. É preciso abrir os portões e permitir que ela conheça o entorno da sua comunidade,” explicou Claudia.
A Coordenadoria da Promoção da Igualdade Racial do Município de Criciúma (COPIRC) participou das discussões referentes às diversidades étnico-raciais. “Precisamos pensar na criança que queremos para um mundo melhor. As diretrizes vão ajudar os professores a planejar e incluir temas como esse nas salas de aula,” salientou a coordenadora, Maria Estela Costa da Silva.
Um grupo de contadoras de histórias apresentou poemas que retratam diferentes concepções da infância. O grupo Boi-de-Mamão Mirim do Centro de Educação Infantil Natureza apresentou um resgate da cultura folclórica. “A participação das crianças neste grande espetáculo é fundamental porque elas são as personagens, deixam a imaginação fluir, dramatizam, usam adereços e transformam a história cantada em um grande teatro,” relataram as professoras da instituição de ensino.

Saiba mais
O documento foi construído no decorrer do ano letivo de 2015 e revisado no primeiro semestre deste ano. Aconteceram encontros mensais com a assessora do Ministério da Educação, Cláudia Maria da Cruz, com os gestores e coordenadores.  A partir desses estudos foram realizados encontros bimestrais, organizados em sete Grupos de Trabalho (GTs) e por regiões, para leitura, análise e proposições dos educadores. Além disso, houve participações dos coordenadores pedagógicos das áreas específicas da Secretaria Municipal de Educação, para os estudos e elaborações de textos.
O Plano Municipal de Educação (PME), aprovado em novembro de 2014, contém as 21 metas e as 250 estratégias da proposta educacional do município de Criciúma. Uma das metas apresenta como estratégia a elaboração das diretrizes municipais para a organização do trabalho pedagógico na Educação Infantil.